Crianças de escola pública na Ceilândia visitaram a Copa das Federações

Crédito: Divulgação/CBT

Crédito: Divulgação/CBT

Brasília (DF), 24 de julho de 2014 – A Confederação Brasileira de Tênis e os Correios realizaram junto à Federação Brasiliense de Tênis e a Capital Cap uma ação de tênis comunitário nesta quarta-feira durante as finais da Copa das Federações no Clube do Exército de Brasília, no Distrito Federal.

Cerca de 30 crianças de uma escola na classe 27 da Ceilândia, cidade satélite no Distrito Federal, tiveram aulas de tênis e ações lúdicas do esporte em uma das quadras onde foi disputado o maior torneio nacional por equipes durante o Campeonato Brasileiro Juvenil.

A ação foi coordenada por Ricardo Morais, um dos capacitadores da Confederação Brasileira de Tênis que trabalha o projeto pela CBT e a FBT para aumentar o alcance de praticantes entre crianças de escolas públicas do Distrito Federal.

“Nós aumentamos esse projeto, hoje já atingimos 25 escolas do Distrito Federal atendendo um total de 3 mil crianças. As aulas acontecem durante a Educação Física, os professores são capacitados dentro da escola, pelo capacitador da CBT, que no caso que sou eu. Nós doamos o material que é no caso mini-rede, raquetes e bolas e as aulas acontecem durante as aulas dentro das escolas”, explica Ricardo Morais.

“Esses professores também saem das escolas e vêm fazer uma capacitação continuada. Eles têm seis meses subsidiados pela FBT e CBT para melhorar o nível técnico deles e passar posteriormente para as crianças. Esse é um projeto que vem acontecendo desde setembro do ano passado e a nossa ideia é chegar ao fim do ano com 50 escolas no Distrito Federal, somente escolas de baixa renda e rede pública”, completa Morais.

Além de praticar tênis no Clube do Exército, as crianças tiveram a oportunidade de acompanhar algumas partidas da Copa das Federações e ficaram na torcida pelo Distrito Federal durante o confronto com o Rio de Janeiro na final da categoria 16 anos masculino, que foi vencida pelos brasilienses.

“Aqui são crianças de uma cidade satélite que chama Ceilândia, eles nunca viram um jogo de tênis e estão tendo um contato agora nas escolas. Hoje eles estão tendo uma oportunidade de saber o que é o tênis, de vivenciar o mundo do tênis”, finaliza o coordenador da ação.

Minas Gerais conquista a Copa das Federações pela primeira vez

Rubens Lisboa/CBT

Rubens Lisboa/CBT

Brasília (DF), 23 de julho de 2014 – Minais Gerais conquistou pela primeira vez a Copa das Federações nesta quarta-feira no Clube do Exército de Brasília ao superar São Paulo em uma disputa equilibrada, que terminou com seis pontos de diferença, enquanto o Rio Grande do Sul ficou com o terceiro lugar da competição.

Depois de São Paulo ter levado o troféu de campeão nas últimas edição, desta vez os mineiros comandaram a festa com o primeiro título após chegar perto em edições anteriores. Rio Grande do Sul e Distrito Federal empataram em pontos e a decisão pelo terceiro lugar ficou no saldo de vitórias.

Lázaro Ferreira, delegado da equipe de Minas Gerais, recebeu o troféu de campeão das mãos do árbitro-geral George Higuashi e homenageou Miguel Bechara, ex-presidente da Federação Mineira de Tênis, falecido no mês passado, lembrando que a conquista era um sonho do dirigente.

“Esse ano perdemos o presidente da Federação Mineira e era o torneio que ele mais investia. O sonho dele era ser campeão. A gente está muito emocionado porque queríamos muito mesmo ganhar, acho que toda federação tem que valorizar muito esse evento”, afirmou Lázaro Ferreira, o Lazinho.

“Obrigado a todos, os capitães foram muito bacanas, o evento foi muito bom e a gente fez de tudo para estar aqui. E no ano que vem estaremos aqui de novo e tentando brigar. Para nós é a primeira vez mesmo e nós queremos brigar por mais vezes agora”, completou o delegado da equipe mineira.

Entre as categorias, o Distrito Federal foi destaque com os títulos de 16 anos masculino e sub-25 anos feminino, sendo o único a vencer duas categorias nas chaves A. O Rio Grande do Sul venceu o sub-25 anos masculino A e também na categoria 16 anos masculino B. O Pará foi o grande vencedor das chaves B com as categorias 12 e 14 anos masculino. No total foram nove estados conquistando títulos de categorias: Alagoas, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.

 

Confira abaixo a classificação geral:

1º Minas Gerais - 109 pontos
2º São Paulo - 103
3º Rio Grande do Sul - 90
4º Distrito Federal - 90
5º Paraná - 81
6º Goiás - 70
7º Santa Catarina - 58
8º Bahia - 42
9º Espírito Santo - 39
10º Alagoas - 34
11º Pará - 22
12º Rio de Janeiro - 19
13º Maranhão - 13
14º Mato Grosso - 13
15º Sergipe - 12
16º Ceará - 11
17º Rio Grande do Norte - 9
18º Tocantins - 2
19º Pernambuco – 2

 

Confira abaixo os campeões por categoria:

12 anos feminino: Goiás
12 anos masculino: Alagoas
12 anos masculino B: Pará
14 anos feminino: Minas Gerais
14 anos masculino: São Paulo
14 anos masculino B: Pará
16 anos feminino: Paraná
16 anos masculino: Distrito Federal
16 anos masculino B: Rio Grande do Sul
Sub-25 feminino: Distrito Federal
Sub-25 masculino: Rio Grande do Sul
Sub-25 masculino B: Sergipe

Copa das Federações tem decisão do estado campeão nesta quarta-feira

DSC_0072

Brasília (DF), 22 de julho de 2014 – A Copa das Federações conheceu na noite desta terça-feira os finalistas de todas as categorias nas chaves A e B para a definição do estado campeão que acontece nesta quarta-feira, a partir das 8h, com a rodada final no Clube do Exército de Brasília, no Distrito Federal.

O estado de Minas Gerais é o que tem mais tem equipes classificadas para finais com o total de quatro times buscando títulos nas categorias 14 anos masculino e feminino, 16 anos feminino e sub-25 anos feminino. Destaque para a vitória de virada sobre o Ceará na semifinal da categoria 14 anos masculino.

São Paulo vem a seguir com três equipes disputando finais nas categorias 12 anos masculino, 14 anos masculino e sub-25 anos masculino. A equipe paulista teve um confronto complicado contra a Bahia na categoria sub-25 masculino após a derrota de Fernando Romboli para Carlos Longhi Neto na primeira partida. Augusto Laranja venceu Evaldo Neto e em uma disputa equilibrada, Laranja e Romboli viraram a disputa contra a dupla da Bahia.

A equipe do Rio Grande do Sul disputa duas finais A nas categorias 14 anos feminino e também no sub-25 anos masculino. Na chave B, os gaúchos jogam a final de 16 anos masculino contra Alagoas. A equipe do Rio Grande do Sul contou com Fabricio Neis para derrotar o Paraná na semifinal do sub-25 masculino por 2 a 1.

Jogando em casa, o Distrito Federal também garantiu duas equipes na disputa de títulos nesta quarta-feira nas categorias 16 anos masculino e sub-25 anos feminino. Em um confronto bastante agitado e com a torcida jogando a favor, o time candango bateu São Paulo por 2 a 1 na semifinal de 16 anos masculino depois de virar uma disputa contra o Rio Grande do Sul no sub-25 feminino.

Alagoas (12 anos masculino), Goiás (12 anos feminino), Paraná (16 anos feminino), Rio de Janeiro (16 anos masculino) e Santa Catarina (12 anos feminino) também contam com equipes nas finais de chaves A.

O Pará é o estado com mais finais nas chaves B e decide os títulos de 12 e 14 anos masculino. Outras equipes com decisões a disputar nesta quarta-feira são Alagoas (16 anos masculino), Espírito Santo (sub-25 masculino), Mato Grosso (12 anos masculino), Rio de Janeiro (14 anos masculino) e Sergipe (sub-25 masculino).

O título de cada categoria na divisão A vale 20 pontos, enquanto o vice fica com 16, o terceiro com 13 e o quarto com 10. Na divisão B o título vale 10 pontos, com o vice levando oito, o terceiro colocado com seis e o quarto com três. Confira abaixo as finais que serão realizadas nesta quarta-feira:

Divisão A
12 anos feminino: Santa Catarina x Goiás
12 anos masculino: Alagoas x São Paulo
14 anos feminino: Minas Gerais vs Rio Grande do Sul
14 anos masculino: São Paulo x Minas Gerais
16 anos feminino: Paraná x Minas Gerais
16 anos masculino: Distrito Federal x Rio de Janeiro
25 anos feminino: Distrito Federal x Minas Gerais
25 anos masculino: Rio Grande do Sul x São Paulo

Divisão B
12 anos masculino: Pará x Mato Grosso
14 anos masculino: Rio de Janeiro x Pará
16 anos masculino: Alagoas x Rio Grande do Sul
25 anos masculino: Sergipe x Espírito Santo

São Paulo conquista a Copa das Federações pela décima vez

spcampeao2

Brasília/DF, 17 de novembro de 2013 – A Copa das Federações conheceu neste domingo os seus campeões de 2013 no Clube do Exército de Brasília. Após três dias de partidas com 229 tenistas inscritos de 15 estados brasileiros, São Paulo se sagrou campeão na classificação geral pela décima vez ao superar o Paraná, segundo colocado. Minas Gerais ficou em terceiro e Distrito Federal em quarto.

O título dos paulistas foi definido com a vitória de Mateus Alves na categoria 12 anos masculino na final contra o mineiro João Pedro Ferreira.

Jogando em casa, o Distrito Federal teve pela primeira vez uma equipe campeã de categoria feminina na competição por equipes mais tradicional do Brasil, com a equipe do sub-25 feminino vencendo São Paulo na final. A equipe anfitriã foi formada pelas tenistas Andressa Souza, Gabriela Alves, Lara Soares e Rebeca Medeiros.

Na categoria 12 anos, Goiás foi campeão feminino ao vencer a Bahia, enquanto São Paulo levou o título masculino ao superar Minas Gerais. Na divisão B, Alagoas foi campeão ao vencer o Espírito Santo na categoria 12 anos masculino.

A disputa de 14 anos teve São Paulo como campeão no feminino ao vencer o Paraná, enquanto o Paraná venceu Santa Catarina para levar o título masculino. A divisão B foi conquistada pela Paraíba, que venceu o Espírito Santo.

O título feminino de 16 anos foi conquistado pelo Paraná, com o “Time das Gabrielas”, formado por Gabriela Rezende, Gabriela Araújo e Gabriela Bachinski, que venceu Minas Gerais na final. O título masculino foi conquistado pela Bahia, que venceu São Paulo na decisão, enquanto Alagoas bateu Goiás na final da Divisão B da categoria 16 anos masculino.

A final masculina do sub-25 foi definida apenas durante a noite devido à chuva. No retorno à quadra, Eduardo Russi e Gabriel Bendazoli garantiram o título para São Paulo contra o Paraná ao vencerem Felipe Capra e Gustavo Andrade com 12-10 no match tie-break.

Confira abaixo o resultado geral:

1º São Paulo – 124 pontos
2º Paraná – 104 pontos
3º Minas Garais – 92 pontos
4º Distrito Federal – 88 pontos
5º Goiás – 76 pontos
6º Alagoas – 56 pontos
7º Santa Catarina – 52 pontos
8º Bahia – 50 pontos
9º Espírito Santo – 44 pontos
10º Rio de Janeiro – 32 pontos
11º Mato Grosso do Sul – 26 pontos
12º Pará – 15 pontos
13º Ceará – 12 pontos
14º Paraíba – 10 pontos
15º Mato Grosso – 4 pontos

Confira abaixo os campeões por categoria

12 anos feminino: Goiás
12 anos masculino: São Paulo
12 anos masculino B: Alagoas
14 anos feminino: São Paulo
14 anos masculino: Paraná
14 anos masculino B: Paraíba
16 anos feminino: Paraná
16 anos masculino: Bahia
16 anos masculino B: Alagoas
Sub-25 anos feminino: Distrito Federal
Sub-25 anos masculino: São Paulo

A Confederação Brasileira de Tênis parabeniza a todos os campeões e vice-campeões da Copa das Federações e estende os parabéns a todos os estados participantes, pois a participação, a festa das torcidas e a emoção dos jogos são os elementos que fazem desta tradicional competição um evento de muita importância para o Tênis do Brasil.

São Paulo e Paraná decidem título da Copa das Federações 2013

Delegação do Paraná festeja vitória de Thiago Wild

Delegação do Paraná festeja vitória de Thiago Wild

Brasília/DF, 16 de novembro de 2013 – A Copa das Federações 2013 conhecerá neste domingo o seu campeão geral na disputa entre São Paulo e Paraná nas quadras do Clube do Exército de Brasília, no Distrito Federal.

São Paulo disputa as finais de cinco categorias, enquanto o Paraná disputa quatro categorias a partir das 9h (de Brasília) neste domingo. Minas Gerais, Goiás, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Distrito Federal, Santa Catarina e Paraíba também buscam os títulos das divisões A e B.

Neste sábado algumas disputas emocionantes marcaram a competição, animada pela torcida que foi formada na maioria das vezes pelos jogadores das outras categorias, técnicos e pais.

Um dos duelos mais emocionantes foi na semifinal de 14 anos masculino entre o paranaense Thiago Wild e o paulista Rafael Tosetto. De virada e precisando vencer dois tie-breaks, Wild garantiu o segundo ponto de simples e colocou o Paraná na final ao lado de Gustavo Bastos, que venceu Gabriel Bugiga também no tie-break do terceiro set para garantir o primeiro ponto do confronto.

São Paulo também teve uma vitória em confronto bastante parelho com o Rio de Janeiro na categoria 16 anos masculino, definido apenas no match tie-break da dupla, quando Felipe Alves e Guilherme Scarpelli salvaram match points e venceram Gabriel Dabdab e Brunno Storani por 15-13 para ir à final contra a Bahia, liderada por Evaldo Neto no confronto vencido contra o Distrito Federal.

Na Divisão B, a Paraíba conseguiu avançar à final ao vencer de virada o confronto com o Pará na categoria 14 anos masculino, com vitória da dupla formada por Eduardo Nunes e Luiz Pontes no terceiro set contra João Pedro Alves e André Dias.

O Distrito Federal garantiu a classificação para a final na categoria sub-25 feminino depois de começar o confronto perdendo a primeira partida para Minas Gerais, com Julia Albuquerque superando Gabriela Alves. Na segunda partida, Lara Soares igualou a disputa e ao lado de Andressa Souza superou a dupla de Albuquerque com Barbara Oliveira.

Confira abaixo as finais deste domingo:

12 anos feminino: Goiás vs Bahia
12 anos masculino: São Paulo vs Minas Gerais
12 anos masculino B: Alagoas vs Espírito Santo
14 anos feminino: São Paulo vs Paraná
14 anos masculino: Santa Catarina vs Paraná
14 anos masculino B: Paraíba vs Espírito Santo
16 anos feminino: Paraná vs Minas Gerais
16 anos masculino: São Paulo vs Bahia
16 anos masculino B: Alagoas vs Goiás
Sub-25 anos feminino: Distrito Federal vs São Paulo
Sub-25 anos masculino: São Paulo vs Paraná

Chaves definidas para a Copa das Federações 2013

São Paulo/SP, 12 de novembro de 2013 – A Confederação Brasileira de Tênis definiu na última segunda-feira, em sorteio realizado na sua sede em São Paulo, os confrontos da Copa das Federações 2013, que acontece entre os dias 15 e 17 de novembro no Clube do Exército de Brasília.

A competição que é disputada por equipes, com características semelhantes à Copa Davis e à Fed Cup, conta neste ano com 15 federações buscando o título: Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

Confira abaixo os primeiros confrontos e os jogadores que formam as equipes participantes:

12 anos feminino
Goiás vs São Paulo
Minas Gerais vs Rio de Janeiro
Distrito Federal vs Alagoas
Paraná vs Bahia

Alagoas: Kalinne Calheiros e Maria Eduarda Valença
Bahia: Maria Fernanda Menezes e Catharina Azevedo
Distrito Federal: Beatriz Sattin, Isabela Santos, Luiza Fullana e Sofia Lucafo
Goiás: Andressa Gomes, Nalanda Silva, Nicole Correa e Izabela Nunes
Minas Gerais: Isabel Celio, Giovanna Pereira e Gabriela Alves
Paraná: Paola Campigotto, Vanessa Silvia, Sabrina Campigotto e Julia Campos
Rio de Janeiro: Giulia Aguiar, Tamara Silva e Camilla Fonseca
São Paulo: Caroline Furlaneto, Roberta Armani e Mirella Araujo

12 anos masculino

Divisão A
São Paulo vs Bahia
Ceará vs Distrito Federal
Goiás vs Santa Catarina
Minas Gerais vs Paraná

Divisão B
Alagoas vs Pará
Mato Grosso do Sul vs Espírito Santo

Alagoas: Roberto Cotrim Neto, Pedro Cardoso e Paulo Minuzzi
Bahia: Luis Felipe Berenguer, Natan Rodrigues, Gustavo Schwebel e Gabriel Bastos
Ceará: Jackson Xavier e Saulo Albuquerque
Distrito Federal: Bernardo Pappas, Thiago Cesario, Lorenzo Barreto e Adriano Meneguim
Espírito Santo: Enzo Marcheschi, Talles Fraga e Rafael Rigoti
Goiás: Carlos Oliveira, André Rapcham, Gustavo Camelo e Pedro Sousa
Mato Grosso do Sul: Adriano Cruz, Matheus Correa, João Assis e Vian Louveira
Minas Gerais: João Pedro Ferreira, Thiago Mendonça e Alec Lichter
Pará: Joaquim Almeida e Gabriel Silva
Paraná: Eduardo Dias, Eduardo Almeida, Rafael Barcelos e Guilherme Brizuela
Santa Catarina: Vinicius Saleme, Gustavo Reis e Angelo Sbardella
São Paulo: Mateus Alves, Matheus Queiroz e Rafael Silva

14 anos feminino
São Paulo vs Santa Catarina
Minas Gerais vs Espírito Santo
Goiás vs Distrito Federal
Bahia ou Alagoas vs Paraná

Alagoas: Gabriela Azevedo, Sara Silva e Thays Miranda
Bahia: Emanuela Villarosa e Thaina Carvalho
Distrito Federal: Raissa Wagner, Luisa Campos, Fernanda Oliveira e Laura Lowande
Espírito Santo: Ana Alcântara, Mariana Correa e Thaissa Moreira
Goiás: Maria Jardim, Nathalia Lopes, Amanda Silva e Giovanna Bento
Minas Gerais: Mariane Lima, Maressa Caetano e Maria Vitória Salomão
Paraná: Kathleen Percegona, Vitoria Okuyama, Nathalia Gasparin e Luisa Welter
Santa Catarina: Marina Dias e Leticia Rodrigues
São Paulo: Marcelle Cirino, Pei Ju Chien e Julia Silva

14 anos masculino

Divisão A
Goiás vs Distrito Federal
Santa Catarina vs Alagoas
Minas Gerais vs Paraná
Mato Grosso do Sul vs São Paulo

Divisão B
Paraíba vs Pará
Mato Grosso ou Bahia vs Espírito Santo

Alagoas: Bruno Calheiros e Arthur Silva
Bahia: Matheus Souza e Matheus Mascarenhas
Distrito Federal: Gilbert Junior, Jean Muniz, Nino Portugal e Gabriel Couto
Espírito Santo: Felipe Barbosa, Fabio Filho e Fernando Chiabai
Goiás: Lucas Cruz, Armando Ferreira, Gabriel Rios e Gustavo Teixeira
Mato Grosso: Gustavo Carneiro e Lucas Leal
Mato Grosso do Sul: Yago Minuzzo, Alef Castilho, Guilherme Portugal e Aguiar Pereira
Minas Gerais: Bernardo Abreu, Nicolas Caetano e Gabriel Resende
Pará: André Dias e João Pedro Alves
Paraíba: Eduardo Galdino, Eduardo Nunes e Luiz Carlos Pontes
Paraná: Thiago Wild, Gustavo Bastos, Karl Junior e Henrique Baggio
Santa Catarina: Antonio Pruner Neto, Henrique Klann e Leonardo Frederico
São Paulo: Rafael Tosetto, Gabriel Bugiga e Alberto Mello

16 anos feminino
São Paulo vs Distrito Federal ou Paraná
Goiás ou Rio de Janeiro vs Minas Gerais

Distrito Federal: Barbara Campos e Kamila Klier
Goiás: Twelle Gomes, Trycia Correa e Victoria Silva
Minas Gerais: Giovanna Caputo, Fernanda Resende e Ana Carla Resende
Paraná: Gabriela Rezende, Gabriela Bachinski e Gabriela Araujo
Rio de Janeiro: Camille Haus e Gabriela Gomes
São Paulo: Rafaella Sampaio, Rafaela Santos e Erika Pereira

16 anos masculino

Divisão A
São Paulo vs Santa Catarina
Minas Gerais vs Rio de Janeiro
Espírito Santo vs Bahia
Paraná vs Distrito Federal

Divisão B
Mato Grosso do Sul vs Alagoas ou Mato Grosso
Pará vs Goiás

Alagoas: Mateus Fairbairn, Luca Menezes e Antonio Silva Neto
Bahia: José Evaldo Neto e Leonardo Menezes
Distrito Federal: Rafael Lowande, Rodrigo Santos, Gabriel Nemeth e Rafael Wagner
Espírito Santo: Diego Gutierrez, Lucca Marcheschi, Igor Silva e Pedro Costa
Goiás: Mateus Oliveira, Pedro Mendonça, Victor Oliveira e Ernesto Barreto
Mato Grosso: Chrystian Flores e Arthur Farias
Mato Grosso do Sul: Carlos Consoni Neto, Dimas Monteiro, Luan Moreno e Lucas Ramos
Minas Gerais: Daniel Prata, Gustavo Veiga e Gustavo Faria
Pará: João Almeida e Nelson Gomes
Paraná: Ben-Hur Filho, Murilo Souza, Flavio Tonon Filho e Bernardo Prado
Rio de Janeiro: Brunno Storani e Gabriel Dabdab
Santa Catarina: Carlos Fernandes neto, Igor San Thiago e Giovani Pasini
São Paulo: Felipe Alves, Guilherme Scarpelli e Gabriel Batagin

Sub-25 anos feminino
Minas Gerais vs Distrito Federal ou Paraná
Goiás ou Santa Catarina vs São Paulo

Distrito Federal: Andressa Souza, Gabriela Alves, Lara Soares e Rebeca Medeiros
Goiás: Flávia Bueno e Marcela Bueno
Minas Gerais: Marcela Valle, Julia Albuquerque e Barbara Oliveira
Paraná: Lara Oliveira e Georgia Gulin
Santa Catarina: Marina Schneiger e Izabela Pitta
São Paulo: Sophia Chow e Amanda Silva

Sub-25 anos masculino
São Paulo vs Distrito Federal
Goiás vs Alagoas
Espírito Santo vs Mato Grosso do Sul
Minas Gerais vs Paraná

Alagoas: Henrique Azevedo, Leonardo Campoi e Guilherme Ximenes
Distrito Federal: Mateus Santos, Vitor Rocha, Matheus Mota e Lucas Lima
Espírito Santo: Ivan Shalders e Roberto Bazzarella
Goiás: Eduardo Felter, Carlos Alencar, Douglas Dias e Iago Guerin
Mato Grosso do Sul: José Melgarejo, Tiago Santos, Gabriel Romero e Ivanildo Junior
Minas Gerais: Thiago Souza, Victor Gonzaga e André Fernandes
Paraná: Felipe Fonseca, Leonardo Tacari, Edinei Sousa e Gustavo Andrade
São Paulo: Osni Junior, Eduardo Russi e Gabriel Bendazoli

Campeões de cada categoria falam sobre a Copa das Federações

Após três dias de disputa com grandes jogos envolvendo os melhores tenistas infanto juvenis do Brasil, a Copa das Federações encerrou a edição deste ano nesta terça-feira no Santa Mônica Clube de Campo, em Curitiba. Veja o que os campeões têm a dizer:

São Paulo vence duas categorias e conquista a Copa das Federações 2012

Tenistas de São Paulo fazem a festa na premiação da Copa das Federações. Crédito: Rodrigo Petterson/Foto Arena

Maior competição por equipes do tênis brasileiro, a Copa das Federações foi encerrada nesta terça-feira no Santa Mônica Clube de Campo, em Curitiba, com a equipe de São Paulo se sagrando a grande vencedora deste ano após ter colocado representantes nas finais de todas as categorias, garantindo 136 pontos contra 120 do Rio Grande do Sul e 112 do Paraná.

Embora tenha ficado com o vice-campeonato no geral, o Rio Grande do Sul foi o estado que mais categorias venceu , conquistando três títulos nas categorias 14 anos masculino, 16 anos masculino e 16 anos feminino. São Paulo e Paraná venceram duas categorias cada, sendo que os paranaenses levaram a melhor nas finais de 14 anos feminino e 18 anos feminino, enquanto Santa Catarina venceu nos 12 anos feminino.

O time de Santa Catarina precisou vencer nas duplas para fechar o confronto com São Paulo e a tenista Luiza Braghini conseguiu fechar vencendo suas duas partidas.  A tenista que já venceu etapas do Circuito Nacional Correios Infanto Juvenil ressaltou a diferença que a torcida faz para uma competição como a Copa das Federações. “Foi legal, é mais legal por causa da torcida”, comemorou a tenista.

Tenista sempre presente nas finais de 12 anos do Circuito Correios, o paulista Bruno Pessoa também comemorou a vitória da equipe de São Paulo na final de sua categoria diante do Paraná. “Foi muito legal porque a gente interagiu muito bem, a gente teve a torcida e foi coração”, vibrou o jovem atleta.

Nos 14 anos feminino a equipe paranaense contou com toda a pressão da torcida contra as jogadoras de São Paulo e conseguiu a vitória ao fechar em 2 a 0 o confronto com Gabriela Rezende em quadra. “O Paraná no 14 feminino não era campeão há três anos, então foi muito legal”, afirmou Rezende.

O gaúcho Orlando Luz havia previsto que a decisão dos 14 anos masculino seria nas duplas e ele acertou, além de fechar sua participação vencendo todas as partidas que disputou para dar o título da categoria ao Rio Grande do Sul contra São Paulo. “Foi ótimo, foi decidido nas duplas ali e a gente ganhou dos favoritos, de São Paulo. Eles foram campeões no geral, mas quem dominou a final dos 14 fomos nós”, comemorou Orlandinho.

Destaque brasileiro no Circuito Cosat pela categoria 16 anos, o gaúcho Gabriel Hocevar também foi fundamental para a vitória do Rio Grande do Sul na decisão contra São Paulo. Ele fez um jogo longo com Osni Santos  Junior e abriu o caminho para a vitória na final que foi confirmada com Rafael Matos. “A gente ganhou também no ano passado, mas neste ano foi especial por equipe estar bem unida, foi muito gratificante”, comemorou Hocevar.

Campeã sul-americana de 16 anos com a equipe brasileira neste ano, a gaúcha Suellen Abel também teve papel importante na vitória do Rio Grande do Sul de virada no confronto com São Paulo, que havia vencido a primeira partida com Sophia Chow. “A gente ganhou nas duplas, foi bem difícil. A gente estava perdendo o segundo set e virou, foi uma bela vitória”, vibrou Suellen Abel.

Um dos destaques do Circuito Correios Infanto Juvenil, João Lucas Menezes foi o tenista que recolocou São Paulo na disputa com o Rio Grande do Sul na vitória de virada pela final da categoria 18 anos masculino. “Foram muito duros os jogos. Perdemos o primeiro, ganhamos o segundo e a dupla, mas foi muito bom, a equipe está de parabéns”, comemorou o tenista de São Paulo.

Outra tenista que fez a alegria do estado anfitrião foi Maria Vitória Beirão, que venceu a primeira partida de simples, antes de Eduarda Santos fechar o confronto com São Paulo pela final dos 18 anos feminino. “Primeiro a gente ganhou do Rio Grande do Sul na semi, depois a gente ganhou de São Paulo e foi super legal. A torcida ajudou um monte e o time estava com muita garra”, vibrou a tenista local.